Apruema esteve reunida com reitoria da Uema para discutir sobre a forma de pagamento da URV para os professores aposentados

O foco das negociações mudou ou o Governo do Estado é que mudou o foco? Esta é uma boa pergunta, mas que, por enquanto, vai ficar sem resposta. Na verdade, convém esclarecer que, o que era antes tratado diretamente entre Casa Civil e direção/comissão da Apruema, passou agora a ser discutido também com a reitoria da Uema. Pelo menos foi o que aconteceu com a contraproposta do Governo do Estado que, antes, sinalizava com o pagamento da URV para os professores aposentados da Universidade Estadual do Maranhão, e, no último dia 06 de setembro, em reunião no Palácio dos Leões, o secretário da Casa Civil, deputado estadual Marcelo Tavares, descartou de vez esse pagamento, alegando que outras categorias de servidores públicos também têm direito e não foram pagas, e que o Governo do Estado não poderia abrir esse precedente. Na ocasião, o secretário Marcelo Tavares apresentou, apenas para a reitoria da Uema, uma nova proposta de pagamento da URV para os professores aposentados da Universidade Estadual do Maranhão. Volta à pergunta: mudou ou não o foco?

Mas nada que desanime a direção/comissão da Apruema que, para tomar conhecimento e, sobretudo, viabilizar o pagamento dessa nova proposta do Governo do Estado, hoje, dia 09 de setembro, esteve reunida, dessa vez, no gabinete da reitoria, com a direção superior da Uema, visando encontrar uma solução concreta que resolva de vez a forma de pagamento da URV para os professores aposentados. O certo é que, segundo eles (direção da Apruema/reitoria da Uema), não tá fácil encontrar uma saída (juridicamente correta) para esse imbróglio que vem angustiando o conjunto de docentes sócios (aposentados) da Apruema. Como uma coisa depende da outra para o Governo do Estado, a tabela de Gratificação Técnica (R$ 350,00) e o prazo de implantação da Tabela Salarial (até março/2017) só vão ser tratados depois que for resolvido a questão dos professores aposentados. Ainda nessa reunião, entre direção/comissão da Apruema e reitoria da Uema, em que participaram o reitor Gustavo Costa, o vice-reitor Walter Canales e o assessor Antonio Pereira (Uema) e o presidente Ubiraci Nacimento, e os diretores/professores Manoel Salgado, Silvana Meneses, Carlos Saturnino, João Coelho e Tatiana Lopes (Apruema), o reitor Gustavo Costa disse que entrará em contato, já neste final de semana, com o secretário Marcelo Tavares (Casa Civil) e com o procurador Rodrigo Maia (Procuradoria Geral do Estado), para definir essa questão que tem incomodado a todos, e que até o final do próximo dia 12 de setembro (segunda-feira), dará uma resposta concreta para a direção/comissão da Apruema.

Convenhamos, como o momento em que atravessamos é de crise financeira em todo o Brasil, não custa nada esperar um pouco mais e torcer por um desfecho favorável que venha atender a todos os docentes (ativos e aposentados) da Universidade Estadual do Maranhão. Assim, tão logo saia uma decisão desse imbróglio, a direção/comissão da Apruema marcará uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para informar a classe docente da Uema sobre a resposta – esperamos que seja positiva – do Governo do Estado.

Compartilhar.