Docentes sócios da Apruema têm reajuste implantado pela justiça.

O valor implantado é pequeno, mas o mais importante é que o mérito foi reconhecido pela 5ª Vara da Fazenda Pública de São Luís, que mandou implantar, já no mês abril deste ano, o reajuste de 1,11% no contracheque dos docentes sócios da Associação dos Professores da Uema (Apruema). Uma ação que beneficiou diretamente tanto os professores da ativa quanto os aposentados do quadro da Universidade Estadual do Maranhão.

O reajuste se justifica, segundo o juiz dessa Vara, doutor João Francisco Gonçalves Rocha, em decorrência da conversão, à época, do Cruzeiro Real para a Unidade Real de Valor (URV). Ao todo, neste primeiro momento, foram beneficiados aproximadamente 630 docentes sócios da Apruema, sendo que uma lista adicional contendo 129 professores associados será encaminhada também para implantação nessa mesma Vara (5ª), por toda a primeira quinzena de maio.

O diretor de Relações do Trabalho da Apruema, professor Manoel Salgado, explica que os docentes sócios já beneficiados com o reajuste de 1,11%, cerca de 630 professores, já integravam o quadro de sócios da Apruema desde o ano de 2004, época em que houve a conversão da moeda. E a lista adicional com os 129 docentes sócios restantes, que será encaminhada agora no mês de maio, faz parte de outra ação judicial, visto que esses professores só se associaram à entidade no ano de 2009.

Mas, segundo o professor Manoel Salgado, todos têm direito nessa ação judicial, só que os primeiros (630) abrangem o período de 2004 a 2016, e os 129 restantes só passa a contar de 2009 para cá. De acordo ainda com diretor da Apruema, o mais importante é que a direção da Associação, por meio do seu presidente, professor Ubiraci Nascimento, já solicitou para que a Assessoria Jurídica da Apruema entre, urgentemente, com outra ação judicial, na 5ª Vara da Fazenda Pública de São Luís, para garantir todo o retroativo a que os docentes sócios têm direito, ou seja, desde o ano de 2004 até a presente data.

Compartilhar.